Igor Willcox Quartet Live at The Jazz Ro

Este álbum é o resultado uma incrível tour e experiência nesse maravilhoso pais, onde fomos calorosamente recebidos, em todos os lugares por onde tocamos.  

Foi uma semana viajando por várias cidades como Vancouver, Calgary, Edmonton, Waterloo e Toronto, tocando nos mais importantes clubs de jazz.

Igor Willcox Quartet:

Wagner Barbosa - saxofone/aerophone

Vini Morales - piano/ teclado

Glecio Nascimento - baixo

Track List:
1- Brotherhood (Igor Willcox)
2- The Scare (Igor Willcox)
3- Walzt For My Love (Igor Willcox)
4- Julie's Blues (Igor Willcox)
5- Piano Intro (Vini Morales)
6- Brad Vibe (Vini Morales)
7- Room 73 (Igor Willcox)
8- U.F.O (Igor Willcox)
Bonus Tracks:
- Thankful (Erik Escobar)
- Lifetime (Igor Willcox)
- Fred (Allan Holdsworth)
- Humpty Dumpty (Chick Corea)
 
* 1- O CD não contém as faixas bonus.
  2- As 4 faixas bonus serão enviadas para o seu e-mail em formato mp3 de alta qualidade (320k), assim que a compra do CD for finalizada.
R$30,00 (frete incluso para todo o Brasil), ou R$15,00 em formato digital, em alta qualidade (mp3 320k).
Reserve o seu e garanta a sua cópia!
Adquirindo o CD agora, você garante a sua cópia e recebe imediatamente o album completo no seu e-mail, no formato mp3 em alta qualidade (320k)
RESENHAS: 

"Gravado durante sua turnê canadense de 2019 "Live at The Jazz Room", mostra o talento e a energia de quatro músicos virtuosos bem combinados, que já chegaram ao topo da cena de fusion do jazz brasileiro.
Capturada ao vivo, essa performance pode ser considerada um complemento do álbum de estúdio “#1", mas a surpresa está a seguir. O álbum contém versões estendidas das músicas gravadas anteriores, atualizadas com solos e improvisações cativantes.
O clima vai de sutil, a apaixonado e enérgico nos arranjos, deixando espaço suficiente para cada músico mostrar o seu melhor, sem restrições. Este álbum é cheio de momentos vibrantes.
Animados pelo mesmo estado de espírito, os quatro artistas fazem a música fluir com alegria e liberdade. Vini Morales no piano e teclados coloca sua marca em “Waltz For My Love”, “Room 73", “Thankful”, “Brotherhood”, “The Scare“. Glecio Nascimento no baixo fez excelentes solos em "Brad Vibe", "Julies Blues”, "Humpty Dumpty" e "Waltz For My Love", o saxofonista Wagner Barbosa incendeia o som com o seu talento em "Brotherhood", "Lifetime", "Fred" “The Scare“, e “U.FO”.
Na bateria, o líder da banda e compositor Igor Willcox oferece uma performance emocionante sem poupar a ocasião para tornar essa performance ao vivo inesquecível, que permanece na memória muito tempo depois de terminada. Como compositor da maioria das músicas, ele criou um conjunto de composições de várias camadas, onde ritmos e melodias se reúnem em surpreendentes combinações carregadas de emoção. Espaçoso, apaixonado em “Waltz For My Love”, impetuoso em “Room 73” ou em “Lifetime”, uma música cheias de mudanças sutis no ritmo, onde ele mostra suas habilidades de bom músico e artesão.
Se você gosta de jazz fusion, este álbum irá agradá-lo a cada minuto." - JazzWorldQuest (Canadá).

"Com seu segundo lançamento ao vivo em tantos anos, o baterista brasileiro Igor Willcox continua exibindo - com partes iguais de flexibilidade e força de fusão - o alto nível de energia no centro de seu jogo. Acrescente a Terceira Lei de Newton - que para cada ação existe uma reação igual e oposta - e você tem uma leitura muito clara sobre o que é o Live at the Jazz Room (Canadá).

O quarteto - saxofonista Wagner Barbosa, tecladista / pianista Vinícius Morales e baixista Glécio Nascimento - inicia o processo com uma carga de funk / groove disparando em todos os cilindros de "Brotherhood", um dos quatro títulos, incluindo "The Scare", "Waltz for My" Love "e" Room 73 ", que também aparecem no album  LIVE!  em 2018! (Room 73 Records).

Mas se você se lembrar de não muito tempo atrás, algum sábio ou especialista postulou que a energia era a chave do jogo de Willcox, e isso é verdadeiro para suas três coortes. Barbosa e Morales são particularmente inflamáveis ​​("The Scare", "Room 73", "UFO"), enquanto Nascimento ("Julie's Blues") estala, rebenta e muda fundações com justaposição confiante. Sem rodeios, o balanço / fusion cinético de Willcox mantém tudo notavelmente unido ("Waltz for My Love", "Brad's Vibe" e o exuberante encerramento do set com, "Humpty Dumpty" de Chick Corea). No final, além da inegavelmente energizante escuta. , pode-se apenas saber quanto locais canadenses de seguro contra incêndio solicitaram quando esses quatro deixaram o prédio". - Mike Jurcovic - All About Jazz (New York).

0